domingo, 28 de agosto de 2011

Depende de Nós: Os Consumidores Conscientes




Com o surgimento do mercado eco-fashion, surge também o consumidor consciente, aquele disposto a adquirir produtos sustentáveis com base no conhecimento que possui sobre os aspectos positivos desse consumo para o meio-ambiente. É um consumidor ciente da situação ambiental mundial, disposto a mudar seus hábitos de consumo a fim de contribuir com a preservação da natureza. Pode-se dizer que sua relação afetiva com seus objetos é mais sólida do que a do consumidor de rápido descarte. Kazazian, organizador do livro “Haverá a Idade das Coisas Leves”, publicado em 2005, diz que “não se faz revolução com conceito, mas com desejo”. O autor ainda sugere que “o desejo é o motor do desenvolvimento sustentável”. Assim, pressupõe-se que sem uma mudança de comportamento por parte do consumidor, não se dará a transição rumo ao desenvolvimento sustentável. Então, depende de nós, os consumidores conscientes.

A sociedade como agente que regula iniciativas empresariais, deve questionar e exigir que as mesmas se baseiem em princípios ecológicos. O consumidor que questiona se mostra consciente, exigindo um comportamento sustentável por parte das empresas. Esse consumidor é bem informado, exigente e tem conhecimento sobre a realidade ambiental e social. Está disposto a adquirir produtos que sigam os princípios ecológicos no processo de produção, mesmo que isso venha a exigir mudança de hábitos.  Segundo Manzini e Vezzoli (2005), para que os produtos ecológicos sejam aceitos é necessário haver mudança na cultura e no comportamento dos usuários. É a demanda do consumidor que gera a resposta da empresa, no caso, a oferta de produtos sustentáveis.

O consumidor consciente tem conhecimento dos efeitos negativos da produção industrial e busca produtos que envolvam estratégias de minimização de impactos ambientais ao longo da cadeia produtiva. Torna-se importante investigar quais são os impactos da indústria na natureza, a fim de rever em que processos esses podem ser reduzidos.

O consumidor está preocupado com o meio-ambiente, envolvendo-se em metas de reciclagem e procurando descartar os objetos separadamente, quando não os troca ou recicla. Porém, esse consumidor consciente aparece timidamente em um cenário tomado por novidades e pessoas dispostas a consumi-las, a troco de satisfazer desejos.

É preciso que o consumidor tome atitudes em prol do desenvolvimento sustentável, ao invés de somente esperá-las por parte de governos e instituições. Quando isso acontecer, a sustentabilidade se estabelecerá de forma mais rápida e efetiva.



0 comentários:

Postar um comentário