quarta-feira, 8 de agosto de 2012

Documentário “Food Inc” – Alimentos S.A – Expõe Perigos na Indústria Alimentícia


Alguns assuntos estão na crista da onda. A economia global e o desequilíbrio pelo qual a Natureza está passando são dois deles. Assim como a busca por uma vida mais saudável e pela sustentabilidade do planeta. Food, Inc., um dos documentários indicados ao Oscar de 2010, trata de todos estes temas. 
  
Mesmo tendo como foco central a forma com que o norte-americano está se alimentando, encarado como o consumidor final de uma cadeia produtiva de alimentos com caráter industrial, este documentário toca em outras questões importantes para todas as demais sociedades. Essencial em sua abordagem e questionamentos, ele só peca por deixar algumas questões fora do roteiro. Como, por exemplo, o efeito das companhias criticadas em outros mercados que não sejam os Estados Unidos. Limitado ao solo norte-americano, Food, Inc. perde uma grande oportunidade para se tornar um filme melhor.


A HISTÓRIA: 

Mostrando em imagens aéreas vastos campos agrícolas, este documentário começa refletindo como a forma com que comemos mudou mais nos últimos 50 anos do que nos 10 mil anos anteriores. De forma irônica, o filme contrapõe a imagem de um hipermercado repleto de produtos industrializados que, em seus rótulos, continuam reproduzindo cenários da “América agrícola” – imagem esta cada vez mais longe da realidade.

A partir destas constatações, o filme vai revelando o que realmente acontece na cadeia produtiva alimentícia nos Estados Unidos, desde a manipulação e monopólio de grãos de milho e soja até a forma totalmente antinatural e repugnante adotada para a criação e abate de animais. O documentário também expõe a fraqueza dos organismos de fiscalização dos produtores agrários, liderados por antigos colaboradores das grandes empresas que dominam o mercado. Revela, ainda, como este tema está praticamente proibido nos Estados Unidos, ao mesmo tempo em que começam os primeiros sinais de mudança promovidos pelos consumidores.

Assista abaixo o documentário:



0 comentários:

Postar um comentário