quinta-feira, 20 de março de 2014

Materiais Sustentáveis Que Fazem A Diferença: Algodão Orgânico

Com o foco na sustentabilidade, as empresas e os consumidores buscam cada vez mais alternativas para comprar de forma melhor e consciente. Procurar por materiais já não tão alternativos e que usam métodos menos agressivos para o meio ambiente se tornou uma tendência forte na indústria da moda.


Um exemplo muito usado hoje é o algodão orgânico, que surgiu como solução para diminuir o impacto ambiental ocasionado pelo cultivo do algodão comum. As lavouras de algodão comum são as que mais usam agrotóxicos no mundo, provocando intoxicação e morte de agricultores, pássaros, peixes, insetos e muitos outros animais, além de poluírem o ar, o solo, os lençóis freáticos e outras fontes d'água. O algodão orgânico, ao contrário, é obtido através de sistemas sustentáveis, sem a utilização de agrotóxicos, adubos químicos, corantes artificiais ou qualquer outra substancia tóxica aos seres vivos ou ao meio ambiente.

Autossustentável: Algodão Orgânico

Desde o final dos anos 80, muitos agricultores em todo o mundo têm se conscientizado para a necessidade de cultivar algodão com padrões orgânicos e ecológicos. Ao mesmo tempo, muitas indústrias têxteis estão modificando seus processos de fabricação, para reduzir a poluição.

O algodão orgânico é bem parecido com a fibra convencional e possibilita a confecção de diferentes tecidos.  Ao utilizar corantes naturais e até aproveitar as colorações naturais de alguns algodões, surgem novas cores para os produtos. Esse tipo de algodão é produzido em pequenas escalas, o que possibilita que ele seja acompanhado mais de perto. As colheitas são alternadas e são usados predadores naturais no combate às pragas. Mas para ser considerado orgânico, não basta que o algodão seja produzido dessa forma, é preciso também que a tecelagem dispense qualquer tipo de agentes químicos no processo e que substitua a graxa de parafina usada nos teares pela cera de abelha.

Autossustentável: Algodão Orgânico Colorido

Autossustentável: Algodão Orgânico Colorido

Para o cultivo, é exigido que os campos estejam sem o uso de agrotóxicos há pelo menos um ano e que todo o sistema de produção seja inspecionado por um órgão certificador. O cultivo do algodão orgânico evita o adoecimento de cerca de 250 mil agricultores por ano, que seriam contaminados ao ficarem expostos aos venenos usados para controle de pragas. As cooperativas criadas por essa cultura ainda promovem uma relação mais justa entre os pequenos produtores e o mercado. 

O plantio e consumo do algodão orgânico têm muitas vantagens, como a obtenção de preços 30% mais altos que do algodão comum. As técnicas do cultivo também permitem que o solo recupere sua fertilidade e o equilíbrio ambiental que se perderiam com a produção do algodão comum. 

Autossustentável - EDUN - Marca Ecológica do Bono Vox - Algodão Orgânico
A EDUN é a marca ecológica do Bono Vox, vocalista do U2, e de sua esposa Ali Hewson. Ela traz materiais orgânicos, como o algodão colhido por comunidades onde os trabalhadores chegam a ganhar salário acima da média. A EDUN tem a missão de incentivar o desenvolvimento econômico das comunidades sob princípios sustentáveis, principalmente a população africana. Várias peças são inspiradas em cores e texturas das casas de Nairobi, visitadas pela designer da marca. Fonte: http://goo.gl/N8S1qX

O uso do algodão orgânico na indústria da moda já aumentou consideravelmente. Além das marcas que já têm a tendência sustentável, marcas menos ativas na causa já usam em muitas de suas peças. Essas marcas e empresas já vêem isso como uma nova moda e a perspectiva é de um mercado que ainda vai crescer muito.


Clique aqui para ler mais sobre artigos de Aline Lima Carlos

Um comentário: