quarta-feira, 7 de maio de 2014

Talento & Reaproveitamento: Carioca Transforma Tampinhas de Garrafa em Obras de Arte

O Galpão das Artes Urbanas Hélio G. Pellegrino, na cidade do Rio de Janeiro, está recebendo, até o dia 10 de maio a Exposição: “Ecotampas - Se Beber, Recicle” do artista plástico Alfredo Borret.

Autossustentável: Alfredo Borret - Arte com Tampas de Metal

São 18 obras e trabalhos inéditos, com uma técnica criada pelo artista para o reaproveitamento das tampinhas de metal.

Alfredo Borret, formado em marketing, sempre gostou de arte e sustentabilidade e tem chamado a atenção do mundo, através de sua arte com tampas de garrafas de cerveja e refrigerante, para o descarte das tampinhas de metal.

Desde 2007 usa sua habilidade para dar vida nova ao lixo gerado pelas bebidas, transformando-o em ímãs de geladeira com imagens dos cartões postais e times de futebol do Rio, assim foi criado o projeto Ecotampas – artesanatos feitos com tampas de garrafas.

Autossustentável: Alfredo Borret - tampinhas reaproveitadas

Em 2008, Alfredo distribuía seus artesanatos duas vezes por mês, de forma gratuita, aos turistas que visitavam a Cidade Maravilhosa. A distribuição também era realizada em palestras e oficinas realizadas em escolas. Essa foi a encontrada pelo artista para transmitir a mensagem “Se Beber, Recicle” e despertar a atenção o reaproveitamento do “lixo” tampinha de metal.

Alfredo Borret recebeu premiação, em 2011, do Jornal O Globo no concurso “Aniversário do Rio”, onde cerca de 2.500 participantes declararam seu amor ao Rio de Janeiro em forma de arte. Em votação realizada via internet, o artista ficou com a segunda colocação através de seu projeto Ecotampas.

Em 2012, Alfredo inova novamente através da criação de uma nova técnica, na qual as tampinhas são transformadas em telas de arte. Com muita irreverência o artista plástico reproduz paisagens cariocas e obras de grandes mestres no reduzido espaço das tampas, criando lindos mosaicos.

Autossustentável: Alfredo Borret - Monalisa

Autossustentável: Quadros Alfredo Borret

Autossustentável: Galpão de Exposição

“Trabalho com um tipo resíduo que está fora do radar da reciclagem, a tampinha de metal. Após ver as pequenas tampinhas transformadas em arte, as pessoas despertam um novo jeito de pensar esse tipo de lixo. Precisamos mudar nossos hábitos e a forma como vivemos e interagimos com o meio ambiente. Gastamos muito dinheiro com a limpeza urbana e grande parte desse recurso poderia ser aplicado em outras áreas como saúde e educação. Despertar um olhar mais consciente para os resíduos sólidos é o grande objetivo”, diz Borret.

Algumas Curiosidades:
·       O processo de confecção, 100% manual, leva tempo: uma obra de 90cm X 60cm consome 702 tampinhas e leva entre 15 a 20 dias para ficar pronta.
·       Desde 2007, já foram recicladas mais de 300 mil tampinhas pelo artista.

Local da Exposição:
Galpão das Artes Urbanas Helio G. Pellegrino 
Rua Padre Leonel Franca, s/n - Gávea (em frente ao Planetário da Gávea) - RJ
Segunda a sexta, das 10h às 16h30min.
Observação: No sábado, dia 10 de maio, será o último dia da exposição. O funcionamento será das 10h às 16h.
Entrada Franca.


Um comentário:

  1. Excelente trabalho. Parabéns ao artista pela iniciativa e criatividade.

    ResponderExcluir