sexta-feira, 3 de junho de 2016

Eu Viro Carranca - Dia Nacional em Defesa do Rio São Francisco


Estivemos nesta última quarta-feira (dia 01/06) em Belo Horizonte para a coletiva de imprensa do lançamento da campanha “Eu Viro Carranca Pra Defender o Velho Chico” pelo Comitê da Bacia Hidrográfica do Rio São Francisco. A coletiva de contou com a presença do presidente e do secretário do colegiado, respectivamente Anivaldo Miranda e Maciel Oliveira, e outros membros da entidade.

Foto: Divulgação - CBHSF

É o terceiro ano consecutivo, da campanha “Eu Viro Carranca para Defender o Velho Chico”, que acontece em torno do Dia Nacional em Defesa do Rio São Francisco, comemorado em 3 de junho. Em 2016, o principal enfoque da campanha será pela necessidade de incremento de pesquisas e ações acadêmicas por parte das universidades presentes nos estados que integram a bacia.

Tendo a carranca como ícone, a ideia da campanha é chamar a atenção de todos – moradores, ativistas, gestores públicos, autoridades políticas, artistas e educadores – para os graves problemas enfrentados pelo rio e sua bacia, e para a necessária e urgente revitalização, a fim de que o Velho Chico continue alimentando a vida e a esperança dos 15,5 milhões de brasileiros que dependem direta ou indiretamente de suas águas.

A campanha clama por uma revitalização efetiva do rio São Francisco, após contínuos processos de degradação ambiental, especialmente com a ausência de saneamento básico em mais de 70% dos municípios são-franciscanos. Na perspectiva de sanar o lançamento desenfreado de dejetos químicos e, principalmente, esgotos na calha do rio, o CBHSF se tornou o principal financiador na elaboração de planos de saneamento básico de municípios situados no território da bacia.

Foto: Divulgação - CBHSF

“Todos os municípios mineiros têm índices vergonhosos no despejo de esgoto nos rios e no tratamento completo desses resíduos poluentes” – ressaltou Silvia Maria Alves Correa Oliveira, engenheira eletricista, com mestrado e doutorado em Saneamento, Meio Ambiente e Recursos Hídricos pela UFMG.

Ações

Foto: Divulgação - CBHSF

Marcando o início das atividades do Dia Nacional em Defesa do Velho Chico, hoje (03/06) pela manhã foi realizada uma barqueata, entre as cidades de Juazeiro (BA) e Petrolina (PE), chamando a atenção da sociedade para os graves problemas da região. Com barcos enfeitados com os símbolos da campanha, a barqueata contou participação de estudantes das escolas públicas, professores, pesquisadores, ambientalistas, pescadores e comunidades tradicionais.

Ainda integrando a programação, acontecerá o I Simpósio da Bacia do Rio São Francisco, cujo tema é “Integrando o conhecimento científico em defesa do rio”, de 5 a 9 de junho, em Juazeiro (BA) e Petrolina(PE). Pesquisadores de todo o Brasil e também do exterior irão apresentar estudos relativos à gestão dos já escassos recursos hídricos da bacia e os seus aspectos socioculturais.

Foto: Divulgação - CBHSF

A ideia desse simpósio que terá cinco eixos temáticos (governança, qualidade da água, quantidade da água, recuperação ambiental e dimensão social) é fazer um levantamento da produção científica na Bacia Hidrográfica para que todos tenham uma ideia do que está sendo produzido nas universidades da bacia – ressaltou Renato Garcia, pesquisador da Universidade Federal do Vale do São Francisco e coordenador geral do Simpósio.

Para quem quiser entender melhor sobre o que foi debatido é só clicar no áudio abaixo que contém a íntegra da coletiva.



Saiba mais sobre essa importante causa e vire carranca em defesa do Velho Chico! http://virecarranca.com.br/

____________________________________________________

O Comitê da Bacia Hidrográfica do Rio São Francisco é um órgão colegiado, integrado pelo poder público, sociedade civil e empresas usuárias de água, que tem por finalidade realizar a gestão descentralizada e participativa dos recursos hídricos da bacia, na perspectiva de proteger os seus mananciais e contribuir para o seu desenvolvimento sustentável.

0 comentários:

Postar um comentário