quinta-feira, 13 de abril de 2017

Menos é Mais: 10 Dicas para Reciclagem!

Ao longo de anos trabalhando com organizações de catadores de materiais recicláveis, percebi que podemos fazer muito mais do que simplesmente separar nossos resíduos. 
Imagem: Ecologia Verde. Adaptação: Autossustentável

Pequenos gestos podem contribuir para o processo se tornar mais eficiente e seguro. Vale lembrar que são percepções divididas com vocês. São práticas que adotei em casa e super fáceis de implementar.

Imagem: ONG OCA

1 - Desdobre as caixas de leite e suco Tetrapak. Além de economizar espaço na sua sacola de resíduos recicláveis, você facilita o transporte, a triagem desse material quando chega a uma cooperativa de catadores e, principalmente a prensagem para enfardamento do material. É rápido e terapêutico, acredite!

2- Tire as tampinhas das garrafas PET e Tetrapak. A garrafa fechada pode explodir na hora de prensar o material e ferir quem está manipulando. Só não esqueça de destinar a tampinha junto com os outros materiais! Ela também é reciclável e valiosa para as organizações de catadores.

Imagem: Trash in the Sea

3- Você sabia que o isopor é um tipo de plástico? Ele é reciclável, porém é pouquíssimo comercializado no Brasil. Isso se deve principalmente pelo armazenamento que requer um espaço grande, pois é um material leve e volumoso. O seu valor pra comercialização acaba sendo muito baixo em função do transporte também. Poucas cooperativas separam o isopor, e se ele não vira rejeito, fica muito tempo armazenado até ser vendido. Portanto evite ao máximo comprar produtos embalados por isopor, e se não puder evitar, não deixe de destinar corretamente pra reciclagem assim mesmo. Pode ser que na sua região ele seja comercializado!

4- O mesmo acontece com o vilão copinho de plástico. Ele é reciclável, porém pouco reciclado. Entende? Não tem mercado para este produto que na maioria das vezes está sujo e contaminado com líquidos. Se você vir um copinho desse passe longe!


Imagem: Recicle o Lixo

5 - Se você ainda tem alguma dúvida se deve lavar os materiais recicláveis que estão com líquidos e resto de alimentos preste bem atenção! Sim, eles precisam ser minimamente higienizados para viabilizar a reciclagem do material e evitar animais indesejáveis e perigosos. Não precisa ser um tratamento completo, basta uma enxaguada para deixá-los limpos.

6 - Gosta de cerveja? Consuma latinhas e evite o vidro. No Brasil 99% do alumínio é reciclado. Ao passo que o vidro possui algumas limitações de transporte, logística e armazenamento. Sem contar que ele depende das indústrias de beneficiamento que estão concentradas no sul e sudeste do país. Ou seja, é muito provável que no Nordeste o vidro seja enterrado em aterro com resíduos orgânicos.

Imagem: Tu Organizas

7 - Sabe aquela gaveta cheia de remédios e pomadas vencidos que você não sabe o que fazer? Existe uma solução! Várias redes de farmácias, como a Droga Raia, têm coletores para receber os medicamentos e destiná-los corretamente. Se informe e faça sua parte! Se você jogar fora como lixo orgânico comum, esse medicamento irá poluir o solo e nossas águas de rios e oceanos. Já pensou que responsabilidade?

8 - E mais! As lâmpadas estragadas também podem ser destinadas corretamente. Grandes redes de supermercado como Walmart e Pão de Açúcar tem coletores para recebê-las. As lâmpadas quando enterradas com lixo comum poluem os solos, pois, possuem mercúrio e outros componentes que podem causar sérios riscos à saúde caso quebrem e entre em contato com a pele e os olhos.

Imagem: Notícias ao Minuto

9 - Aquele pneu velho também já tem solução! O Brasil possui um sistema de logística reversa mega eficiente e exemplo mundial. Os revendedores e distribuidores são obrigados a destiná-los corretamente. Saiba mais sobre os pontos de coleta no site da Reciclanip.

Imagem: Gazeta Online

10 - Se o seu bairro não possui coleta seletiva não se preocupe! Você pode entregar seus resíduos em diversos pontos espalhados pela cidade. São conhecidos como PEVs (Pontos de Entrega Voluntária) e diversos estabelecimentos possuem este sistema, especialmente as redes de supermercado. Informe-se no site da Rota da Reciclagem sobre os pontos de coleta.

 Clique aqui para ler mais artigos de Aline Lazzarotto




1 comentários:

Postar um comentário