quinta-feira, 25 de maio de 2017

O que representam R$ 38,1 bilhões?

Imagem: The Budapest Beacon

É impossível no atual momento do Brasil não falar sobre o tamanho da corrupção que, dia após dia, vem vindo à tona a todos nós.

A mais famosa ação de combate a este mal, a Operação Lava-Jato, tem um interessante resumo com os principais números decorrentes de suas ações. Um desses números, especialmente, salta aos olhos: R$ 38,1 bilhões, este é o valor total do ressarcimento pedido (incluindo multas).

Imagem: Twitter


Este é o montante absoluto sobre o qual estamos falando (nesta operação). É um número tão abissalmente grande que foge a nossa realidade cotidiana. Uma forma de nos atinarmos ao quão estupendo é este valor seria compará-lo a itens mais comuns de nosso dia-a-dia, mas sendo respeitoso a vocês, leitores, comparemos a alguns outros números mais relevantes.

R$ 38,1 bilhões é o equivalente a 38 vezes o orçamento do Ministério do Meio Ambiente em 2016 (R$ 1,01 bi); ou 86 vezes o orçamento do mesmo ministério após os últimos cortes deste ano (R$ 446,5 mi). É também equivalente a quatro vezes e meia o gasto brasileiro em seu maior investimento individual de defesa aérea, o SIVAM (R$ 8,4 bi, em valor corrigido) – instrumento fundamental, hoje, para o combate ao desmatamento da Amazônia.

Mapa do desmatamento na Amazônia Legal. Imagem: Fonte: G1 / Reprodução Imazon

O montante de R$ 38,1 bilhões é equivalente a 86 anos de pagamento de outorga pelo uso da água de bacias federais (aproximadamente R$ 439 mi/ano). Equivalente a 82 anos de funcionamento do IBAMA (R$ 466 mi/ano). Equivalente a 110 Agências Nacional da Água (R$ 347 mi) ou 6.145 Jardins Botânicos do Rio de Janeiro (R$ 6,25 mi). Equivale a 952 anos de esforços de combate às mudanças do clima (R$ 40,7 mi/ano).

Vista aérea de área desmatada no município de Novo Progresso, no Pará. Com menos verbas para o combate, desmatamento na Amazônia sobe 29%. Fonte: O Globo/ Reprodução: Ueslei Marcelino/Reuters

Se considerarmos apenas o serviço de regulagem do clima global da Amazônia, R$ 38,1 bilhões equivale a perda de 28 mil km² de área florestal (ou 4 milhões de campos de futebol). Equivale ainda a quase 4% de todo o montante global que girou em torno de financiamento climático em 2014 (R$ 1,2 tri).

Trinta e oito bilhões e cem milhões de reais é muita, mas muita coisa! E seria já assombroso se não tivesse sido roubado de nossos cofres ou influenciado a nossa vida política em favor de pouquíssimos.

Imagem: Reprodução Youtube

Ao que tenhamos dimensão do montante envolvido na corrupção em nosso país talvez estejamos um passo mais próximos a impedir que as mesmas figuras tenham a mesma capacidade para executar as mesmas manobras. Ou assim espero.

Clique aqui para ler mais artigos de Fernando Malta




0 comentários:

Postar um comentário