quinta-feira, 24 de agosto de 2017

Lisboa, Turismo e Sustentabilidade

Autossustentável: Lisboa
Imagem: Green Trekker

Lisboa é uma das cidades europeias que mais cresce em turismo. Entre 2009 e 2016, o número de visitantes aumentou em torno de 7,4%, colocando a capital portuguesa como referência para quem procura dias de lazer, passeios históricos e culturais diante de lindas paisagens[1].

Autossustentável: Jardim da Quinta das Conchas e dos Lilases
Jardim da Quinta das Conchas e dos Lilases. Imagem: Mapio

A participação brasileira é extremamente significativa nesses dados por conta da histórica ligação entre Brasil e Portugal. Particularmente, desembarquei em outubro de 2016 em Lisboa, capital portuguesa, para realizar mestrado em Direito na Faculdade de Direito de Lisboa (FDUL).

Autossustentável: Passaporte
Imagem: Correio Braziliense

O crescimento do turismo, porém, requer planejamento estratégico, construção de estruturas básicas e capacitação de pessoas aptas a receber os visitantes. Trata-se de buscar um turismo sustentável em que se respeita a capacidade demográfica, preserva os patrimônios históricos e culturais e as tradições locais.

Autossustentável: Estufa Fria, Parque Eduardo VII
Situada no Parque Eduardo VII, em Lisboa, a Estufa Fria é um jardim em estufa. ImagemHugo Miguel Carriço. Reprodução: Férias em Portugal

Nesse sentido, o governo português assinou compromisso com a Organização Mundial de Turismo (OMT) em 2017 para “fomentar uma mudança nas políticas, práticas empresariais e comportamento dos consumidores” no Ano Internacional do Turismo Sustentável, conforme descrito pelo site oficial. Considerado exemplo de excelência, o programa busca apoiar startups em áreas turísticas, o empreendedorismo e o ecossistema de inovação em Portugal[2].

Autossustentável: Parque Florestal Monsanto
Parque Florestal Monsanto. ImagemMessagez

Lisboa conta também com significativos espaços verdes. Dentre estes, destaca-se o Parque Florestal Monsanto, “pulmão da cidade”, por contar com quase 900 hectares e pode ser considerado opção interessante para os que buscam contato direto com a natureza.

Autossustentável: Parque Florestal Monsanto
Parque Florestal Monsanto. Imagem: Guia da Cidade

Indissociáveis, sustentabilidade e turismo devem caminhar juntos para que as presentes e as futuras gerações possam usufruir das belezas naturais, arquitetônicas e históricas. Em ano de eleições municipais, este, certamente, deve ser um tema decisivo para o futuro da cidade.





Clique aqui para ler mais artigos de Felipe Pires 



0 comentários:

Postar um comentário