quarta-feira, 20 de setembro de 2017

Mobilidade inteligente: veja como bicicletas agilizam serviços de entregas

Imagem: Keirin Streets

Sabe-se que no Brasil, historicamente, as políticas não priorizam a mobilidade inteligente nas grandes cidades. A participação da sociedade é fundamental na disseminação e na prática de ideias de mobilidade e humanização dos espaços urbanos. Por isso, repensar os modais de transporte é essencial para a mobilidade nas cidades.

Imagem: Ricardo Ribas

Décadas atrás, o trânsito caótico das capitais brasileiras levou muitas empresas a buscarem uma alternativa para fazer entregas urgentes. Os motoboys cresceram e se multiplicaram pelas vias do país, principalmente por sua rapidez e eficiência. Mas atrelado a esse tipo de serviço, está o seu caráter não tão sustentável assim.

Algumas empresas, pensando no problema do aquecimento global e nos impactos ambientais, começaram a oferecer alternativas sustentáveis. Nesse cenário, os serviços de entrega expressa de bicicleta avançam como solução.

Imagem: BBC

Inspirado em um movimento mundial, sobretudo em países da Europa e Estados Unidos, e estimulado pela implantação de quilômetros de ciclofaixas e ciclovias nas principais cidades brasileiras, o modelo de entrega traz agilidade ao processo e inúmeras vantagens ao meio ambiente, já que as bikes não poluem o ar.

Imagem: Estadão

Ao usar bicicletas, além de evitar emissão de poluentes, é possível economizar combustível de fontes não-renováveis, contribuindo para uma cidade mais limpa, saudável e menos ruidosa.

Já é possível encontrar esse tipo de serviço por todo Brasil, com empresas que oferecem entrega de baixo impacto ambiental nas grandes cidades. Abaixo fizemos uma lista com algumas empresas que prestam esse tipo de serviço. 

Você pode encontrar mais empresas que prestam esse tipo de serviço aqui!

Imagem: Revista PEGN

Ao contrário do que é imaginado, esse tipo de serviço é mais barato e pode ser tão ágil quanto o realizado por moto. Então que tal pensar duas vezes antes de chamar um motoboy para fazer uma entrega?


Clique aqui para ler mais artigos de Leonardo Borges







0 comentários:

Postar um comentário