segunda-feira, 23 de janeiro de 2012

Jardim Vertical Com Garrafa Pet

Autossustentável: Jardim Vertical Com Garrafa Pet

O arquiteto Marcelo Rosenbaum, que comanda o quadro “Lar Doce Lar”, no programa Caldeirão do Huck, embarcou de vez na onda da sustentabilidade. Um de seus projetos incluiu a Horta Vertical feita com garrafas PET.

A garrafa PET é uma invenção que deu certo em termos econômicos, mas vem trazendo uma dor de cabeça quando pensamos na enorme degradação do Meio Ambiente causada por ela. Buscar alternativas para sua reutilização tem sido um esforço da sociedade em diversos lugares do Brasil.

As garrafas plásticas podem ser reaproveitadas para cultivar vegetais de pequeno porte, temperos e ervas medicinais, presas em muros e paredes ou apoiadas em suportes de diferentes materiais. A idéia é aproveitar pequenos espaços e materiais de baixo custo para montar hortas em casas, apartamentos ou mesmo no local de trabalho. É uma forma popular de se apropriar de técnicas já existentes sustentáveis, viáveis e econômicas.

A sugestão é ideal para casas que não têm grandes áreas para jardins. Além disso, se torna também uma solução para os resíduos, que deixam de ser descartados e ganham uma utilidade diferente da original.

Para ter uma horta vertical igual à do Rosenbaum são necessários os seguintes materiais:
  • garrafas PET de dois litros (vazias e limpas)
  • tesoura
  • corda de varal
  • cordoalha (cabos de arame de aço)
  • barbante ou arame
  • 2 arruelas (somente para quem optar por cordoalhas ou arames)
  • terra e muda de planta.
A primeira tarefa a ser realizada é o corte das garrafas. Todas elas devem ser cortadas da mesma forma, com uma espécie de janela, que será a abertura por onde a planta irá crescer. A distância entre a parte debaixo da garrafa e a abertura pode ser de “três dedos”; na parte de cima pode ser contado um palmo até o corte.

Dois furos devem ser feitos na garrafa na região próxima às aberturas, superior e inferior. Será por este espaço que o cordão que segura as garrafas irá passar. O ideal é que todas tenham marcações em distâncias equivalentes, para manter a simetria quando forem penduradas na parede. O fundo de todas as garrafas deve ter um furo, que permita a saída do excesso de água na terra.

Autossustentável: Jardim Vertical Com Garrafa Pet

Dois fios, que passam pelas extremidades das garrafas, as mantêm presas. Por isso, as arruelas são utilizadas. Quem optar pelo uso dos arames deve colocar as arruelas logo abaixo das garrafas, para servirem como “calço”, para que elas não escorreguem. O barbante e a corda de varal não precisam disso. Nesses casos, basta dar um nó na altura em que a garrafa deverá ficar.

Autossustentável: Jardim Vertical Com Garrafa Pet

Com as garrafas devidamente presas e alinhadas, basta colocar a terra, a semente e cuidar para que as plantas cresçam saudáveis. 

Autossustentável: Jardim Vertical Com Garrafa Pet


9 comentários:

  1. A ideia de fato ficou linda, e ainda colabora com o meio ambiente!

    ResponderExcluir
  2. Uma idéia maravilhosa!!! parabensssssss

    ResponderExcluir
  3. Além de uma bos idéia para a preservação do meio ambiente, ficou linda. Parabéns. Eu adoro as idéias do Marcelo Rosenbaum.

    ResponderExcluir
  4. larissa samanta de oliveira26 de setembro de 2012 10:58

    gostei de ideia vou fazer no meu curso cfc santiago londrina pr

    ResponderExcluir
  5. Amo essas idéias, e já comecei a fazer no meu quintal.Esta ficando lindo!

    ResponderExcluir
  6. Achei o máximo! realizei esse trabalho com crianças de uma escola pública, em Cajamar- SP. Toda semana fazemos algo diferente, sempre focados em sustentabilidade, incrível como passaram a ter uma visão bem mais ampla sobre o desperdício (de alimento, de papel, de copos) dentro da própria escola.


    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mostre estes trabalhos,para poder incentivar,

      Excluir
  7. muito boa a ideia... vou fazer isso aqui em casa.

    ResponderExcluir
  8. IRADOOOOOOOOOOOOOOOO. JÁ PROVIDENCIEI NA MINHA RESIDENCIA.

    ResponderExcluir