quinta-feira, 22 de maio de 2014

Boliviana constrói casas de garrafas PET para famílias carentes em 20 dias


Autossustentável: Casa de Botellas - Ingrid Vaca- Diez - garrafas PET

A cada dia descobrimos uma nova utilidade para os resíduos que produzimos. Prova disso é o reuso da garrafas. São inúmeras coisas que podemos fazer através da reciclagem deste produto. A artesã boliviana Ingrid Vaca Diez desenvolveu uma técnica para construir casas com as garrafas. Algo improvável, que pode ser a solução para a moradia de famílias de baixa renda.

Casas de Botellas é o nome da iniciativa criada pela boliviana Ingrid Vaca Diez. Envolvida com trabalho voluntário desde pequena e apaixonada por artesanato, a advogada de Santa Cruz de La Sierra teve a ideia de construir casas de garrafas PET para famílias em situação de extrema pobreza após uma briga com o marido, que não aguentava mais a quantidade de ‘entulho’ que Ingrid guardava em casa para trabalhos manuais. “Dá para construir uma casa com esse monte de PET”, reclamou o parceiro em tom de ironia – o que bastou para acender uma luz na cabeça da boliviana.

Para construir uma "Casas de Botellas" (casas de garrafas) é necessário, garrafas PET, garrafas de vidro, cimento, cal, areia, cola, sedimentos, resíduos orgânicos, aros e glicose. A primeira casa edificada por Ingrid teve 170m² e nela foram utilizadas 36 mil garrafas plásticas de dois litros. 

As garrafas, recheadas de resíduos e sedimentos diversos formam as paredes, que após amarradas, são fixadas com cal e cimento. Como a casa criada por Ingrid se tornou um projeto social, os outros materiais necessários para o acabamento, inclusive os móveis, são doados por empresas ou instituições regionais. 

Autossustentável: Casa de Botellas - Ingrid Vaca- Diez - garrafas PET

Autossustentável: Casa de Botellas - Ingrid Vaca- Diez - garrafas PET

Autossustentável: Casa de Botellas - Ingrid Vaca- Diez - garrafas PET

Autossustentável: Casa de Botellas - Ingrid Vaca- Diez - garrafas PET

14 anos depois de começar o projeto, a boliviana já tem no currículo mais de 300 moradias construídas para famílias em situação de extrema pobreza – não só na Bolívia, mas em outros países da América Latina, como Argentina, México, Panamá e Uruguai.

Autossustentável: Casa de Botellas - Ingrid Vaca- Diez - garrafas PET

Autossustentável: Casa de Botellas - Ingrid Vaca- Diez - garrafas PET

Ingrid garante que é possível construir uma casa em 20 dias, com a ajuda de cerca de 10 voluntários – contando os futuros moradores, que ela faz questão de que participem do processo para dar mais valor à moradia. O problema é que falta matéria-prima e mão de obra disposta a trabalhar “apenas” para ajudar o próximo.

Autossustentável: Casa de Botellas - Ingrid Vaca- Diez - garrafas PET


Construir no Brasil está nos planos da boliviana, que está bem animada. Para ela, o povo brasileiro é mais receptivo ao trabalho voluntário e também tem a cultura da reciclagem mais sedimentada, em relação aos outros países da América Latina, o que facilita a coleta das garrafas PET. Com tanto entusiasmo, certamente a advogada vai conquistar o coração de muita gente boa por aqui. Vem logo, Ingrid!


Fonte: Planeta Sustentavel e Época Negócios


99 comentários:

  1. Estou maravilhada com tudo q li,que mulher abençoada ....
    Espero que chegue logo por aqui,essa ideia ajudaria tanta gente imagina troca os barracos por casa assim .Q Deus te abençoe ....

    ResponderExcluir
  2. Como faz pra poder participar para ser voluntario?

    ResponderExcluir
  3. QUE DEUS ABENÇOE ESSA MULHER E QUE REALMENTE ELA VENHA AO BRASIL A TROCAR OS BARRACOS POR ESSAS CASAS LINDAS E MARAVILHOSAS...precisamos é de aguardar muitas garrafas....pois a necessidade aqui é demais, não é mesmo???

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que mulher mentirosa essa Ingrid Vaca...ela foi capacitada pelo Engenheiro Andreas Froese que iniciou com.as construções com.garrafas pet em 1999...E Ingrid em 2007...O engenheiro alemão Andreas Froese ganhou prêmio da ONU por soluções ambientais...vcs podem encontrar no Facebook do mesmo link de acesso a várias construções tipo: Praças,tanques,muros,reservatórios,chalés,casas....Ele faz uso de um dos pilastes da educação Aprender fazendo....faz coleta seletiva e depois separa todas as garrafas por tamanho e marca...aproveita muitos materiais que muita gente não valoriza como entulhos,ferros....Gente é de uma canalhice sem.igual se apropriar de uma obra que pertence a uma pessoa tão maravilhosa como Andreas Froese que saiu de sua Pátria e oportunizou aos menos favorecidos um jeito prático,econômico de se ter uma moradia..Além do trabalho coletivo...movimentou mutirões para diversos trabalhos ....desde a coleta seletiva,separação de matérias,encher as garrafas com areia e por fim as construções...Andreas Froese está no Facebook..Fala espanhol...e capacitou muitos na Bolívia,Índia,Nigéria....Ingrid é uma farsante... Maior cara de pau...

      Excluir
    2. O objetivo de se aprender não é botar em prática o que aprendeu? Então que mal tem nas construções da Ingrid?

      Excluir
    3. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
    4. Concordo com o Meio Junior. Isso tem que ser multiplicado. Que mais pessoas trabalhem com essa técnica e espalhem por aí. O mundo agradece.

      Excluir
    5. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
    6. Quanto egoísmo do Sr. Anônimo. Se o engenheiro Andreas Froese ensina sua técnica através de cursos por toda parte do mundo, por certo estará feliz em saber que Ingrid a está aplicando de forma útil e por caridade. Além disso, ideias semelhantes surgem concomitantemente em todo mundo na mente de diferentes pessoas.

      Excluir
  4. QUE LINDO ISSOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOO!!!

    ResponderExcluir
  5. Que sua vinda ao Brasil não tarde, nossas famílias carentes agradecem a sua iniciativa e enaltecem sua criatividade.

    ResponderExcluir
  6. PRECISAVA TANTO DE UMA CASA E SO EU E MEU FILHO DE 4 ANOS PENA Q NAO E AQUI NO BRASIL PARABENS PELA INICIATIVA GOSTARIA DE TE CONTAR MINHA HISTORIA.21 971535635 MARICA REGIAO DOS LAGOS MARICÁ RJ.

    ResponderExcluir
  7. Perfeito. Faltou so as telha brasileiras de pet da eccoclean.com.br

    ResponderExcluir
  8. PARA TER UMA PARA MIM COM UM QUARTO QUE NESSECITO FAZER ? É QUE TERRENO NÃO TENHO E PARA COMPRAR TERRENO ESTÁ DIFICIL A COISA.
    SOU DE PORTUGAL E GOSTARIA DE TER UM ESCLARECIMENTO SOBRE COMO PODER TER UMA

    ResponderExcluir
  9. É realmente uma bela obra !!!!, a casa ficou linda linda !!!, só fico triste por ela não mencionar a participação do Rotaract Grigotá. O clube participou coletando garrafas Pet, foi um trabalho árduo preenchendo as garrafas com areia e finalmente o clube também ajudou pintando e decorando a casa. O Rotaract não trabalha para ganhar reconhecimento, tudo é feito com carinho e pelo amor ao serviço, mas acho que o Rotaract Club Grigotá devia ser no mínimo mencionado, dessa forma, mais jovens se interessariam pelo serviço voluntário.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Estava pensando em levar a ideia para o Rotary e ROTARACT e Interact neste exato momento. Que legal!!!Sou do Distrito 4600 RC Jacareí Athenas Paulista.

      Excluir
    2. Estava pensando em levar a ideia para o Rotary e ROTARACT e Interact neste exato momento. Que legal!!!Sou do Distrito 4600 RC Jacareí Athenas Paulista.

      Excluir
  10. Nossa fiquei muito encantada com o trabalho dessa Mulher , que Deus continue dando paciência sabedoria e muito entendimento pra que ela continue fazendo este trabalho lindo . Eu também faço parte desse grupo.. Biosustentavel ..faço puff com as pets..parabens ..Deus a abençoe ricamente...

    ResponderExcluir
  11. Muito bom este fabrico de casas.Lindo!Espero que esse projecto tambem venha para Portugal...

    ResponderExcluir
  12. Parece que a sustentabilidade não está de mãos dadas com a veracidade dos fatos: comentei que essa casa gera mais dejetos do quê os absorve. Barro misturado com esse tipo de plástico consome quantidades extraordinárias de energia para separá-los. É um desastre ambiental. Mas mesmo assim o dono do site deletou meu comentário, como certamente deletará esse. Vergonhoso. Os donos do site, ao prodigalizarem desinformação, estão na contramão de suas intenções aparentes. Melhoras, é o que lhes desejo. A idéia de sustentabilidade não fica a reboque de mentiras.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Cara, não tenho idéia de quem é o dono do site e se há intenções por trás mas ao ler os seus comentários, nenhum foi apagado, tudo que diz aqui li comentado por vc la atras, mas parece que vc é que tem algum tipo de intenção que não consegui entender... Cara, a idéia é ótima e realmente sustentável, é uma casa meu amigo, quem vai querer destruir para separar material depois de pronta? seus argumentos são infundados e não fazem o menor sentido...
      Uma pena que vc não consiga entender o real significado, sentido da coisa. E se tem alguma idéia melhor, uma pena tbm por não compartilhar e não fazer como o belíssimo exemplo desta mulher que se doou por esta causa.

      Excluir
    2. Adorei a resposta,Gisele,parece que o Renato não entendeu a proposta,aproveitar as garrafas que estão jogadas,para construir uma casa para as pessoas morarem, e depois quem vai pegar e desmanchar as casas para separar todo o material utilizado???Não vejo sentido .Renato se a casa esta sendo feita para #moradia e aproveitamento#, quem em sã consciência vai querer desmanchar tudo o que foi contruí para reciclar o material????Se tens idéias melhores coloque-as em prática,ou simplesmente,abstenha-se de comentários que não agregam nada somente mostram que você está desinformado sobre o relativo fato.

      Excluir
  13. Não há como se substituir o aço e concreto na parte estrutural. O aço trabalha a tração, torção numa viga e flambagem em um pilar. Já o concreto trabalha os esforços de compressão numa vige e pilar. Este tipo de plástico, com esta configuração jamais poderá substituir estes dois elementos. O mínimo que se pode fazer, que pude ver aqui nestas fotos, é utilizar estas pets para função de alvenaria não-estrutural. Acho muito coisa de sonhador isso. Teria de se criar materiais ou compostos que substituíssem o concreto e o aço e tivesse as mesmas características mecânicas destes dois elementos e o plástico (para uma função estrutural) está longe disso. Não é porque a pessoa tem uma baixa renda, que ela merece uma casa que vai, no mínimo, ter fator de segurança zero. Repensem!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Proponha algo para melhorar o projeto, então. O simples fato de reutilizar rejeitos como matéria prima para limpar o ambiente e reduzir o custo da construção, ainda que apenas para a alvenaria de vedação, já é bastante meritório!

      Excluir
    2. Mas Leonardo, será que ela não utilizou as vigas???
      vai ver que elas estão la, porém no emaranhado de pets, ao invés de estarem entre os blocos e o cimento.

      Excluir
    3. cala boca leonardo!

      Excluir
    4. Bom, então, a partir da sua informação, devo deduzir que antes de existir o aço e o concreto as pessoas viviam ao relento ou em cavernas, não é?

      Excluir
    5. Leonardo deve ser dono de alguma empresa de aço e cimento ninguem disse que nao ha estrutura de aço como vigas e sim que as paredes podem ser levantadas com garrafas pets, leonado vai estragar a felicidade e as ideias de outro Cara babaca

      Read more: http://www.autossustentavel.com/2014/05/boliviana-constroi-casas-de-pet-para-familias-carentes-em-20-dias.html#ixzz32pCoxyWU

      Excluir
    6. Engraçado dizer isso, pq existem diversas casas de barro puro, sem viga alguma, aço ou concreto e que já duram há décadas...e ai??

      Excluir
    7. Concordo. Casas de adobe. Duram mtos anos quando habitadas.

      Excluir
    8. Ao menos as garrafas não ficarão nos rios e bueiros das cidades contaminando e poluindo e causando enchentes. Além do quê as famílias terão um teto por orlo menos 40 anos.

      Excluir
  14. Indudablemente, cuando se quiere cambiar la vida de las personas humildes y de escasos recursos, surgen angeles como Ingrid, que aportan soluciones prácticas,,,gracias.-

    ResponderExcluir
  15. Tenho certeza de que essa senhora é iluminada.

    Há aproximadamente 13 anos atrás, me veio essa idéia de construir uma casa com garrafas pety, só que não sabia exatamente como fazer, sabia apenas que era possível e que encheria de terra as garrafas e após lixaria com lixa de ferro as garrafas pety e após as colaria com cimento e areia, isso me veio assim; de repente à mente, então passei a idéia a uma pessoa que necessitava construir e não possuia meios, sabe o que ela me respondeu? Estás louca, isso jamais daria certo. E hoje o que vejo???? aquela idéia que a treze anos atrás, [é possivel sim.

    ResponderExcluir
  16. Essa mulher tem o meu respeito. Se todos agissem como ela, não teríamos tanta miséria no mundo. Parabéns guerreira, vc merece todos os méritos de quem faz diferença prá humanidade. Um imenso abraço e muita força e fé.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Neusa de Fatima muchas gracias,por apoyarnos se que hay muchos comentarios positivos y negativos pero nunca me detendran hacer lo que me gusta ayudar a personas de escasos recursos, si todos lo que opinan negativamente ayudaran un dia de voluntario cambiariamos el mundo y la forma de pensar por que una cosa es criticar y otra es hacerlo cuando uno da todo por le todo no hay sabados, domingo ni feriado para trabajar con mucho gusto levantarse de madrugada he ir a buscar cada garrafas pet en la basura, una a una sin importar lluvia, frio y tempestades si todos me ayudan hariamos muchas, casas de garrafas pet ya estoy en Brasil y luego comenzaremos la construccion en muchos lugares me encanta lo que hago y soy feliz ayudando, se que es muy dificl dar contento a todos pero vengan a yuden por que cada familia construye su casa y asi abarata los costos y ellos saben que su casa se hace con sus propias manos y no se la donan y entran asi como un regalo por que ellos valoran es tambien su esfuerzo, no tengo ONG, ni FUNDACION alguna mi trabajo es social sin fines de lucro ya que recibo todo el apoyo de mi familia para mis gastos,lluvia de bendiciones.

      Excluir
    2. Tu trabajo es incredible. Criticas negativas viene daquellos q no hacen y no acceptan q outros lo hagan. Bendiciones Ingrid.

      Excluir
    3. Tu trabajo es incredible. Criticas negativas viene daquellos q no hacen y no acceptan q outros lo hagan. Bendiciones Ingrid.

      Excluir
    4. Ingrid,
      Vivemos um momento muito crítico no Brasil, mas gostaria muito que conhecesse o Projeto Gramachinhos. As pessoas que habitam o local eram catadores de lixo em Jardim Gramacho - RJ. Foram esquecidos pelo poder público. Mulheres com deficiência intelectual vêm sendo abusadas e nada é feito. De novembro para cá já ajudamos 55 bebês. Sem aguax, energia e esgoto vivem em condições sub-humanas. Se puder, acesse a página Exército do Amor no Facebook. Sucesso na jornada, se precisar conta comigo.

      Excluir
  17. Muito legal ela Parabéns pena que o Brasil pelo menos onde moro coleta seletiva não existe o que se vê é umas cestas coloridas que não se usa de maneira correta não temos ajuda do governo para separar corretamente vidros garrafas e biologia o lixo é todo coletado junto e se você quiser separar tem que ir para o outro lado da cidade para colocar no local certo. Voluntários é o que não vai faltar pois o brasileiro é maravilhoso receptivo , caloroso e cheio de amor no coração

    ResponderExcluir
  18. Em 1994/1995, aproximadamente, eu já havia tido contato com este tipo de construção. Na cidade de Morretes/PR, localidade de Porto de Cima, às margens do Rio Nhundiaquara existe uma família que toca uma pousada/camping chamada Itupava! E esta família construiu parte de sua sede com garrafas!!!

    ResponderExcluir
  19. Isso só serve para as paredes. Fundações, colunas e vigas terão quer ser em CONCRETO E AÇO, a menos que queiram que a casa desabe logo depois de construída...
    Marcus Häendell

    ResponderExcluir
  20. com certeza este ai que achou um desastre a ideia é mais um filho de papai que nunca passou uma noite na chuva no banco da praça e com certeza tira algum proveito de outras idéias sustentável e ta se sentindo ameaçado, acordo hó r. cesarf.s a coisa ta feia pra população carente vamos abraçar a ideia e dar diguinidade há algumas pessoas que não tem onde colocar a cabeça a noite, deiche de ser pessimista! ajude não critique e se não pode ajudar fica queto.

    ResponderExcluir
  21. ESTOU DE APLAUDINDO DE PÉ, PELA SUA CAPACIDADE, COMO DEUS É MARAVILHOSO, AJUDAR AO PRÓXIMO, CONSTRUIR CASAS PARA QUEM NECESSITA, DEUS COLOCOU NO SEU CORAÇÃO E VC FOI EM FRENTE, ISSO AÍ.....SURGIRAM CRÍTICAS, MAS NÃO ABANDONE SEU PROJETO, ELE É MARAVILHOSO E ABENÇOADO!!!!!

    ResponderExcluir
  22. Fiquei encantada com esse trabalho, ainda mais com o projeto de construir aqui no Brasil. Gostaria de saber se a Drª. Ingrid dá curso sobre esse tipo de construção, se sim, eu quero.Parabéns pela mente iluminada e a atitude solidária. O planeyta precisa de mais pessoas assim.

    ResponderExcluir
  23. Q Dios te bendiga Íngrid te necesitamos por Paraguay..... Ame tu trabajo..... Fuerza.

    ResponderExcluir
  24. Rotaract Club Grigotá colaboró con aquel proyecto, gestionando la financiación y la recoleccion de botellas y arena, parte de la construcción

    http://www.casasconbotellas.com/es/ver_noticia.asp?id=6&pg=5

    ResponderExcluir
  25. Incrivel! Sou arquiteta e muito me interessa esse assunto! La estamos esperando aca y cuente con nosotros!

    ResponderExcluir
  26. Maravillosa idea ingrid solo tenemos q agradecer a dios por poner en la tierra angeles como tu
    continua adelante q dios te va a devolver en doble lo q haces por los menos favorecidos

    ResponderExcluir
  27. aprecio el trabajo de la Dra. Ingrid, pero, no seria mejor com tijolos, pois se ecessita mesmo de cimento pra fixar las pets e tabien el trabajo para llenar las pets com otros materiales o que lieva tiempo. e el tijolo náo es tao caro, e es mejor para travar las paredes.

    ResponderExcluir
  28. Ótima ideia e ainda mais segura do que as casas convencionais. Que os governantes copiem, no nosso país tem muita gente sem um teto para morar.

    ResponderExcluir
  29. Simplesmente admirável adoro fazer artesanato mas é algo que nunca me passaria pela cabeça...

    ResponderExcluir
  30. Primeiramente, parabens pela iniciativa. Sao poucos os que fazem e muitos que dao so o paupite ecruzam os bracos.
    Lendo os comentarios, sim, concordo com alguns, é bom rever no caso de vigas pra seguranca.sera bom pra naturaza, pois ao inves dessas garrafas irem para os rios e poluirem e intupirem, iriam fazer o bem ao ser humano e a ecologia.
    Enfim... rever é bom, escutar opiniao de quem manja é nacessario e que Deus continue te abencoando e iluminando mais gente por ai.
    Se quizer posso comecar a guardar as pets, rsrs
    Um forte abraco.
    Sil

    ResponderExcluir
  31. Belo exemplo a ser seguido.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu queto uma só ganho um salário mínimo e um filho deficiente.

      Excluir
  32. Hola hermoso tu proyecto. Felicitaciones. Soy de Mendoza .Argentina y hace casi 3 anios que reciclo botellas con residios inorganicos. Deseo construir pero nose como hacerlo. Gracias. Silvana

    ResponderExcluir
  33. Com pessoal daqui ou desta sra boliviana o importante é fazer (DIVULGAR ) na redes e voluntários não faltarão o brasileiro é muito generoso

    ResponderExcluir
  34. Iei construir um tanque para criar peixes, com uma massa bem dosada, não vaza de forma alguma.

    ResponderExcluir
  35. Que linda! Parabéns!!! Aguardamos vc no Brasil. Enquanto isso vamos tentar fazer.

    ResponderExcluir
  36. Em Cidade Gaúcha -PR, tbém tem uma casa dessas!!!

    ResponderExcluir
  37. Se vier pro Brasil ela faz a casa e o governo cobra imposto!!! Ou o mst toma e vende!

    ResponderExcluir
  38. Se vier pro Brasil ela faz a casa e o governo cobra imposto!!! Ou o mst toma e vende!

    ResponderExcluir
  39. estou maravilhada mais aqui no BRASIL não funciona o governo cria multa, taxas, pra tudo o que temos e fazemos uma coisa tao boa como esta dá certo para os pobres na Bolivia, aqui no brasil tem imposto sobre nosso salário ,mensal , sobre aposentadoria , sobre os salários anuais e várias multas sobre o que temos .jamais faz algo em benefício do povo carente.no BRASIL É UM PROGETO FALIDO POIS O POBRE AQUI SO SERVE PRA VOTAR .

    ResponderExcluir
  40. qual a quantidade de garrafas PET nesta construção?

    ResponderExcluir
  41. NOSSA TANTOS COMENTARIOS ANTI CONSTRUTIVOS...TEM UMA IDEIA MELHOR AJUDE A ...POR QUE ENQUANTO SE DESCUTE EXISTEM FAMILIAS SEM TETOS...OU VÃO SER IGUAL NOSSOS REPRESENTANTES Q FALAM FALAM E NADA FAZEM...PENSE NISSO...PARABENS INGRID...

    ResponderExcluir
  42. Sensacional, gostaria de obter mais informações para poder ajudar as famílias carentes.bjos

    ResponderExcluir
  43. Fantástico, Deus te abençoe. Gostaria de saber mais sobre o assunto para ajudar mais pessoas carentes. sdrummond14@hotmail.com

    ResponderExcluir
  44. Leonardo deve ser dono de alguma empresa de aço e ciento ninguem disse que nao ha estrutura de aço como viags e sim que as paredes podem ser levantadas com garrafas pets, leonador vai estragar a felicidade e as ideias de outro Cara babaca

    ResponderExcluir
  45. Precisamos de inovação. Esse seu projeto resolve muitos problemas de moradia. Basta força de vontade. Parabéns ! Gostaria de ter mais acesso a essas ideias.

    ResponderExcluir
  46. adorei esta ideia da boliviana, muito criativa, e tem muitos beneficios , pois alem de reciclar as garrafas evita também cupim nas casa muito criativa parabens. se eu podesse construiria uma para mim pois a inha esta cheia de cupim

    ResponderExcluir
  47. EU TENHO UM COLEGA E AMIGO, CLAUDEMIR HAUSMANN, ÁRBITRO ASSITENTE DA FIFA, QUE FEZ MUROS DIVISÓRIOS EM SUA CASA, ARMOU AS VIGAS DE FORMA DIFERENTE, ENCHEU AS GARRAFAS DE ÁGUA, DE AREIA, E DEOUTRAS COISAS..FICOU MUITO BOM, MAS...TUDO ESTÁ NO CHÃO, NÃO PODE CAIR PORQUE É UM MURO QUE TEM VIGAS DE TRES EM TRES METROS...ENTÃO ACHEI A IDÉIA EXCELENTE...AGORA..FICO PENSANDO, COMO FAZER AS VIGAS DE SUSTENTAÇÃO DE UM TELHADO, COMO FICA QUANDO CHOVE MUITO E VENTA MUITO, ENTÃO..ESTOU ANCIOSO PARA SABER TUDO ISSO. A IDÉIA NÃO É MÁ, MAS ACHO QUE NÃO É FÁCIL FAZER TODA A CASA COM ESSAS GARRAFAS PETES....MAS SEMPRE AS IDÉIAS TEM QUE SER DESENVOLVIDAS E APÓS CHEGAR AS CONCLUSÕES. PROF. VILSON BAGATINI - PORTO ALEGRE- RS -BRASIL

    ResponderExcluir
  48. Vejo nos comentários muitas ideias boas, boas mesmo! Mas só dar ideias não adianta tem que fazer como ela fez e faz, botar a mão na massa é já são mais de trezentas casas construidas. é lógico que aprimorar e aperfeiçoar as ideias de reciclagem vai tonar o trabalho mais eficaz e rápido, mas com eu disse tem que por a mão na massa. Parabéns a iniciativa dessa Boliviana.

    ResponderExcluir
  49. Com certeza, os demais materiais serão necessários; entretanto, só a economia dos tijolos e o encaminhamento do plástico que deixa de ir para o meio ambiente desprotegido já se constitui num grande passo. Sem contar que no enchimento das garrafas pode-se usar detritos descartáveis que sejam compatíveis.

    ResponderExcluir
  50. Quedé sorprendida!! Está hermosa!!!

    ResponderExcluir
  51. Prova de amor eu posso fazer em qualquer profissão o importante é por mãos á obra .Parabéns!

    ResponderExcluir
  52. Tenho feito muito por uma comunidade melhor e nesta arquitetura vi que preciso avançar.

    ResponderExcluir
  53. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  54. Tivemos a felicidade de conhecer uma grande pessoa . Com Alberto Santa Cruz aprendemos sua técnica de construir casas com garrafas.

    ResponderExcluir
  55. Vamos divulgar essa e outras idéias de construção de casas com pet galera!! quem sabe assim novos projetos ganham patrocínio das empresas ou mais voluntários se juntam!! Vem logo pro Brasil, Ingrid!!!

    ResponderExcluir
  56. Venha logo, Ingrid, aqui não faltarão voluntários. Estamos te esperando.

    ResponderExcluir
  57. Venha logo, Ingrid, aqui não faltarão voluntários. Estamos te esperando.

    ResponderExcluir
  58. Conte com minha ajuda msofontes@hotmail.com

    ResponderExcluir